17/04/2017

Promessas.


    Sinto falta dos meus 18 anos, de uma maneira que não há como medir. Tenho saudades dos sonhos que tinha, das amizades, das viagens que fiz atrás do Diego naquela idade. Mas o tempo mudou, muita coisa se desfez, e nem essa vontade de correr atrás desse sonho eu consigo mantê-la mais daquela mesma forma. Não é como se eu quisesse parar de sonhar ou desistisse de ser fã. Não acho que seja igual a um casamento que depois de anos acaba desgastando e você deixa de amar a outra pessoa (como em muitos casos acabam acontecendo, atualmente). Mas conforme você cresce, as prioridades mudam e as cobranças só aumentam. Poderia dizer que estar aqui digitando esse texto nesse exato momento, não passa de uma mordomia.

10/04/2017

Hiatus.


    Faz um longo tempo que não posto aqui, não é mesmo? E sinto falta de poder compartilhar muitas coisas com vocês. Não postei o texto sobre a Bienal do Livro, mas vou criar vergonha na cara para finalizá-lo. Aconteceu muita coisa em um ano na minha vida, ver o Diego e ter enfim publicado meu livro são uma delas. Sei que muitos não conseguiram adquirir seus exemplares, e já não tenho tanta certeza de que possam conseguir. Tudo referente à publicação é uma verdadeira e grande burocracia. E eu preciso admitir que apesar de ser meu sonho, ele acabou se tornando comercial demais, fazendo com que eu deixasse de lado por um certo tempo. Aquele mesmo Vinnie de 2011 já não é o mesmo, e sinto que mudei mais do que eu poderia dizer a vocês. A única coisa que tenho certeza é que continuo sendo fã do meu ídolo. Não é atoa que citei por diversas vezes isso em meu livro. E por falar nele, nem as minhas melhores amigas (e personagens) dessa história, não fazem mais parte da minha vida, nem do meu sonho mais.